“Share2Us” que dar nova vida ao desperdício têxtil

“Share2Us” que dar nova vida ao desperdício têxtil

O que fazer com o desperdício têxtil? Este é o mote do webinar que se realiza no próximo dia 9 de dezembro, o qual vai debater os desafios e as soluções para este género de desperdício.

Segundo dados da Agência Portuguesa do Ambiente, em 2017 foram recolhidas cerca de 200.756 toneladas de têxteis nos resíduos urbanos, o que representa cerca de 4% do total de resíduos produzidos em Portugal. Os resíduos têxteis em Portugal são resíduos urbanos e ainda estão misturados com outros neste categoria e de indiferenciados.

Para dar nova vida aos têxteis e fomentar a economia circular foi criado o projeto “Share2US”, o qual se materializa na aplicação Zero Desperdício e visa combater o desperdício têxtil no nosso país.

O webinar contará com as presenças de André Gonçalves (Winning), Carmen Lima (Quercus), Luís Veiga Martins (Nova SBE), Paula Policarpo (Zero Desperdício), Susana Lopes (Lipor), Tiago Nicholas (Heavy London) e Vítor Vieira (Câmara Municipal de Lisboa).

De acordo com Paula Policarpo, presidente da Zero Desperdício e coordenadora do projeto “esta ação de comunicação vem reforçar a necessidade de apresentar junto das organizações e consumidores informação prática sobre o desperdício têxtil e a necessidade de implementar políticas e ações que promovam a circularidade”.

Segundo a análise da consultora Winning, foram produzidos quase de 1 milhão de toneladas de resíduos urbanos em 2018, dos quais apenas 50% sofreram operações de valorização. Assim, o setor têxtil é dos que apresenta maior potencial para a circularidade, assim como para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.