EDP financia com meio milhão projetos de energia limpa em África

EDP financia com meio milhão projetos de energia limpa em África

A EDP vai apoiar oito projetos sustentáveis e de energia renovável em cinco países africanos – Moçambique, Quénia, Tanzânia, Maláui e Nigéria.

O financiamento, num total de meio milhão de euros, vai ser entregue através do fundo A2E (Access to Energy). Esta é a segunda edição do fundo e espera-se que o investimento beneficie, de forma direta e indireta, mais de um milhão de pessoas.

O objetivo é “promover o acesso a energia limpa em zonas mais remotas e carenciadas e, dessa forma, ajudar a combater a pobreza energética naquele território.”, afirma a empresa na nota enviada às redações.

Os projetos contemplam iniciativas como a instalação de painéis solares ou a criação de sistemas de irrigação, tendo como denominador comum a sustentabilidade.

O Quénia destaca-se na lista de entidades selecionadas, pois são três as que receberam apoio: KarGeno, Dadreg e Centrum Narovinu. Segue-se o Maláui, com duas organizações, aQysta e Unicef. Em Moçambique, a entidade selecionada foi a VIDA, na Nigéria foram os Salesians of Don Bosco e, na Tanzânia, a escolha recaiu sobre a fundação Aga Khan.