Lisboa é a 75.ª cidade mais inteligente do mundo em 109 avaliadas

Lisboa é a 75.ª cidade mais inteligente do mundo em 109 avaliadas

Lisboa subiu um lugar no índice de cidades inteligentes do Institute for Management Development para a 75.ª posição, num ranking liderado por Singapura, Helsínquia e Zurique.

A segunda edição do Smart City Index (SCI) avaliou 109 cidades de todo o mundo à luz de dados económicos e tecnológicos, com base num inquérito realizado aos cidadãos sobre o alcance e impacto das políticas que visam tornar a sua cidade inteligente.

A avaliação final tem por base cinco áreas chave: saúde e segurança, mobilidade, atividades, oportunidades e administração.

A cidade de Lisboa é a única portuguesa na lista. Entre os indicadores analisados, o acesso à habitação a custo acessível figura no topo das preocupações dos lisboetas, sendo identificado por 77,3% dos inquiridos como uma área de intervenção prioritária. Neste segmento, 81,4% dos inquiridos consideram que é um problema encontrar casa cuja renda seja equivalente a um máximo de 30% do salário mensal. 

Para além da habitação, os fatores que mais pesam na avaliação da cidade e que os lisboetas identificam como áreas de intervenção prioritária são o trânsito (55,6%), a corrupção (44,8%), os transportes públicos (41,2%), a poluição do ar (41,2%), o desemprego (40,8%) e os serviços de saúde (38,3%).

Do lado oposto, os lisboetas mostraram-se satisfeitos com a oferta cultural da cidade e os espaços verdes, bem como na evolução tecnológica e com a velocidade e fiabilidade da internet.