Navigator investe 55 milhões para reduzir emissões em 30%

Navigator investe 55 milhões para reduzir emissões em 30%

A The Navigator Company inaugurou uma nova caldeira de biomassa no complexo industrial da Figueira da Foz, num investimento global de 55 milhões de euros. 

Este investimento permitirá à empresa reduzir as emissões de dióxido de carbono fóssil, no complexo industrial da Figueira da Foz, em cerca de 150 mil a 200 mil toneladas por ano, o que representa 30% das emissões do grupo já em 2021.

A nova caldeira vem permitir que, a partir da biomassa residual florestal, se gere energia térmica para os processos produtivos da empresa, garantindo eficiências muito mais elevadas na geração da energia (co-geração).

Esta, está enquadrada na estratégia de descarbonização da papeleira, pois decidiu, em 2019, antecipar as metas europeias e propor o ano de 2035 para atingir a neutralidade carbónica de todos os seus complexos industriais e, nessa data, conseguir uma redução de 86% das suas emissões de dióxido de carbono. 

O cumprimento deste objetivo implica um investimento total de 154 milhões de euros, dos quais 55 milhões, cerca de 35%, já foram executados desde que a Navigator assumiu o compromisso até ao dia de hoje.

A fábrica da Figueira da Foz será a primeira do grupo com energia elétrica totalmente produzida a partir de fontes renováveis. As restantes fábricas da Navigator vão passar a produzir, tendencialmente a partir de fontes renováveis o total da energia elétrica que consomem, reduzindo as emissões de dióxido de carbono com recurso a novas tecnologias, pela diminuição do consumo específico de energia e, por último, pela compensação, através da floresta gerida pela Empresa, ou outras tecnologias dos 14% de emissões que não se conseguem eliminar.