Brisa compromete-se a ser neutra em carbono em 2045

Brisa compromete-se a ser neutra em carbono em 2045

O presidente executivo da Brisa, António Pires de Lima, anunciou esta quarta feira no lançamento dos primeiros postos de carregamento elétrico ultra-rápidos da Via Verde Eletric, que no novo plano estratégico que o grupo pretende aprovar no próximo mês de maio, vai assumir o compromisso de ser neutra em carbono em 2045, cinco anos da data assumida pela União Europeia.

 

Pires de lima lembrou ainda que cerca de 24% das emissões em 2019 tiveram origem no setor dos transportes, assumindo que no que depender da Brisa, até 2030 as emissões serão reduzidas em 60%.

 

O CEO da Brisa salientou ainda o impacto que a pandemia teve no tráfego da concessionária, que registou uma queda de 24% em 2020 face a 2019, mas que também no primeiro trimestre deste ano, quando teve lugar o segundo confinamento, registou um recuo de 40% face ao mesmo período de 2019  e de 30% face aos primeiros três meses de 2020.

 

Na apresentação da nova rede de postos de carregamento ultra-rápidos – que chegarão a um  total de 82 – Pires de Lima salientou o crescimento das vendas de automóveis elétricos, admitindo que a sua quota possa chegar aos 20% este ano.

 

E deixou ainda um recado ao governo, representado no evento pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado. “Se o Estado entender que a Brisa pode ser um parceiro, no quadro do plano de recuperação, na área da Mobilidade, não só rodoviária, a Brisa sabe dizer presente”.