Lisboa adia entrada em vigor das restrições ao trânsito na Baixa

Lisboa adia entrada em vigor das restrições ao trânsito na Baixa

Fernando Medina anunciou esta quarta-feira que vai propor a recalendarização da Zona de Emissões Zero (ZER) que está prevista para a zona da Baixa Chiado e parte da Avenida da Liberdade, em Lisboa. O programa, recorde-se, implica que só veículos autorizados poderão circular e o controlo deveria começar a ser feito entre julho e agosto.

“Irei propor a recalendarização da ZER”, embora mantendo “a execução desde já das obras de espaço público e rede ciclável que estavam definidas”, afirmou Fernando Medina, durante a apresentação de dois novos programas para a cidade, “Lisboa Ciclável” e “A Rua é nossa”.

Assim, mantém-se a extensão da rede ciclável, que estava prevista, nomeadamente ao longo da Avenida da Liberdade, Rossio, Rua do Ouro ou Almirante Reis e a câmara vai também avançar com “os concursos necessários para aquisição de pórticos e outros instrumentos necessários” para posteriormente o trânsito vir mesmo a ser condicionado, mas, para já, sem data marcada.

A entrada em vigor da ZER, que estava definido que acontecesse agora, “vou propor que seja avaliada a sua data em momento posterior”, explicou o presidente. “É a solução mais razoável e ponderada para todos os comerciantes e habitantes que usam a Baixa de Lisboa”, justificou. “Muitas lojas ainda não abriram, muitos trabalhadores estão em casa, em lay off, e não queremos ser mais um elemento de perturbação”, pelo que “este não é o momento adequado.”

Ainda que agora sem data marcada, “o projeto será levado até ao fim”, garantiu Medina. Para aquela zona da cidade, recorde-se, será necessário um dístico para se poder aceder com uma viatura e apenas os residentes poderão estacionar. Além disso, à exceção dos carros dos residentes e dos que transportem pessoas com cartão de estacionamento de deficientes, só viaturas posteriores a 2000 poderão circular. Estão previstos controlo de acessos que funcionarão todos os dias entre as 6:30 e a meia-noite.