Comunicação de Sustentabilidade: Campanhas e estratégias de marca

Comunicação de Sustentabilidade: Campanhas e estratégias de marca

VencedorIkea "Pequenas mudanças, Grande impacto"Menção HonrosaCTT Uma Árvore pela FlorestaWorten - worten TransformaN.º de candidaturas - 26

O balanço do júri
“Foram candidaturas que vieram das mais diferentes áreas de atividade e dos mais variados setores, o que é absolutamente revelador que o tema da sustentabilidade entrou na agenda das organizações”, Manuela Botelho, presidente do júri.

As candidaturas a esta categoria mostraram duas tendências. Segundo Manuela Botelho, secretária-geral da APAN, existem as campanhas de comunicação de ações de sustentabilidade “que as empresas têm vindo a praticar de forma consistente e reiterada, o que revela que são práticas que as empresas já têm nas suas organizações há algum tempo. A outra tendência interessante é que há companhias que adotam o tema da sustentabilidade nas suas estratégias de marca”.

A Ikea foi o grande vencedor com a campanha “Pequenas mudanças, Grande impacto” que tinha o grande desafio de mostrar que a sustentabilidade “não é complexa mas simples, qualquer colaborador ou cliente do Ikea consegue na sua casa fazer pequenos compromissos pessoais que de facto têm impacto no nosso planeta”, disse Helena Gouveia, diretora de marketing da Ikea Portugal, onde está desde 2004 e conta com 2.500 colaboradores.

Os CTT receberam uma menção honrosa pelo projeto “Uma Árvore pela Floresta”, em parceria com Quercus. Consiste na comercialização de kits de árvores autóctones para contribuir para a reflorestação de áreas protegidas, zonas classificadas e zonas afetadas ou com potencialidade de serem afetadas por incêndios. Já foram adquiridas e plantadas cerca de 100 mil árvores, como referiu Miguel Salema Garção, diretor de comunicação e sustentabilidade.

A segunda menção honrosa foi para o projeto “Worten Transforma” da Worten. “No retalho de eletrónica, a reciclagem de resíduos de eletrónica e eletrodomésticos faz parte integrante deste ciclo e nesta lógica de economia circular, que é nossa obrigação e missão até porque há vários componentes que podem ser reaproveitados de modo a proteger o ambiente”, defende Inês Drummond Borges, diretora de marketing da Worten. Acrescenta ainda o apoio social. A partir do valor destes resíduos equipam IPSS, unidades de saúde e escolas de norte a sul do país. “Em 2020 foram recicladas 5750 toneladas de lixo eletrónico e, ao longo de 10 anos, com a reciclagem e com as receitas geradas já ajudamos pessoas e instituições com novos equipamentos no valor de 2 milhões de euros”, sublinhou António Fuzeta da Ponte, diretor de marca e comunicação da Worten.